terça-feira, março 20, 2007

Romário o milhonário dos Gols

Um dos maiores jogadores de Futebol do mundo ira completar 1000 gols.
Eu preparei um apanhado e um video de Sua história.
Do milhonario Dos Gols

Romario é o nome dele

Romário de Souza Faria, mais conhecido apenas como Romário, (Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 1966) é um importante futebolista brasileiro, terceiro maior artilheiro da Seleção Brasileira com 71 gols marcados [1] - 56 pela seleção principal e 15 pela seleção olímpica (também considerada a seleção principal, o nome olímpica é pelo fato da seleção disputar o pré-olímpico e as olimpíadas) - perdendo somente para Pelé e Ronaldo. É considerado um dos melhores centro-avantes brasileiros de todos os tempos. Entre seus muitos títulos, destaca-se a Copa do Mundo de 1994, na qual foi a figura principal.

Sua atual meta é alcançar a marca de mil gols em toda a sua carreira de futebolista, efetuando-se a contagem desde o infantil, passando pelas categorias juvenil e juniores, fato esse que tem gerado muita controvérsia. Contado-se somente os gols do profissional, excluindo jogos festivos, Romário tem 900 gols. No final de janeiro de 2007, a FIFA liberou o jogador para atuar pelo Vasco, apesar de ter jogado a temporada por dois outros times, limite estabelecido pela entidade para um jogador em uma temporada (contando-se de julho a junho do ano seguinte).

Biografia
Romário nasceu em 29 de Janeiro de 1966, na cidade do Rio de Janeiro. Filho de Edevair de Souza Faria e Manuela Ladislau Faria, morou na comunidade do Jacarezinho até os três anos de idade, quando mudou-se para a Vila da Penha. Lá jogou no time de futebol do Estrelinha, fundado por seu pai, o que era uma maneira de incentivá-lo a prática dos esportes. Com pouco tempo já era destaque entre os garotos, e já jogava entre os mais velhos.

Em 1979, um olheiro o levou para fazer testes no infantil do Olaria. Destaque entre os jogadores da equipe, foi levado depois ao Vasco, mas foi obrigado a fazer um "estágio" de um ano, pois o jogador não tinha condições legais de ingressar no clube devido a idade.


Início da carreira
Romário iniciou sua carreira profissional em 1985 jogando pelo Vasco, promovido ao time principal por Antônio Lopes. Marcou seu primeiro gol a 18 de Agosto, em um amistoso contra o time do Nova Venécia. Começou a chamar atenção de torcedores e jornalistas já no Campeonato Carioca de 1985, onde foi vice-artilheiro. Considerado uma grande reveleção, assinou seu primeiro contrato profissional em 1986, ano em que fez dupla de ataque com o consagrado jogador Roberto Dinamite. Mesmo ao lado do goleador, foi artilheiro do Campeonato Carioca, com um gol a mais que Dinamite.

Em 1987 e 1988, o Baixinho ganhou com o Vasco o bi-campeonato carioca, sendo novamente artilheiro.

Destaque no clube, Romário foi convocado pela primeira vez para defender a Seleção Brasileira em 1987, em um amistoso contra a seleção da Irlanda. Mas seu primeiro gol com a Seleção Brasileira saiu apenas meses depois, numa vitória por 3 - 2 contra a Finlândia


Na Europa
O ano de 1988 é considerado pelos analistas como um grande ano na carreira de Romário. É nesse ano que ele conquista a medalha de prata nas Olimpíadas de Seul com a Seleção Brasileira. Tal feito ainda é a melhor colocação do Brasil em Olimpíadas.

Depois de conquistar o título do Campeonato Carioca e sagrar-se artilheiro da competição, transfere-se para o clube holandês PSV Eindhoven por US$ 5 milhões.

Em 1989 já gozava de grande prestígio internacional, (havia sido campeão da Copa América, título que a seleção brasileira não conquistava há quarenta anos e onde ele deu a eterna caneta em Maradona e fez o gol do título sobre o Uruguai).Ajudou o Brasil a se classificar para a Copa de 1990.

Na Copa do Mundo de 1990 sua participação foi prejudicada devido a fratura que sofreu no ano anterior, o que lhe deixou um longo tempo inativo. Foi convocado mas em sua única partida como titular, contra a Escócia, foi substituido no segundo tempo. Sem ritmo e prejudicado pelo esquema confuso do técnico Lazzaroni. O Brasil é desclassificado da Copa ao perder para Argentina de Maradona nas oitavas de final. Este jogo foi considerado o melhor do Brasil naquela Copa e muitos lamentaram a ausência de Romário.

Ao longo de 1990 e 1991 Romário segue sendo estrela de seu clube PSV, sendo artilheiro do Campeonato neerlandês e da Copa dos Países Baixos.

Em 1993 se transfere para o FC Barcelona. Romário tem um início arrasador. Na pré-temporada marca dezessete gols em doze partidas.

No decorrer do campeonato enfrenta muitos problemas. A torcida considera que o desempenho da equipe era prejudicado quando Romário estava em campo. Além disso, Romário era indisciplinado dentro e fora do gramado, chegando a ficar 4 partidas suspenso por agredir um zagueiro adversário. Fora de campo, era criticado pelo hábito de se divertir na noite catalã, o que irritava o técnico Johann Cruyff. Essa situação só melhorou em 1994, quando Romário foi artilheiro, e o Barcelona campeão do espanhol.

Em 1993, já tido como o melhor jogador em atividade no mundo, é chamado para salvar a Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1994. Seu desempenho é decisivo, marcando dois gols contra a Uruguai, no Maracanã, e classificando a seleção.

O ano de 1994 seria um dos melhores da carreira de Romário. Na Copa do Mundo de 1994 sua presença na famosa dupla de ataque com Bebeto é decisiva, garantindo o título ao Brasil. Não bastasse a média de 30 gols por temporada em 1993/1994, no final do ano Romário ganha o título da FIFA como melhor jogador do mundo de 1994







Resumo em números
Equipes Gols
Vasco 322
Flamengo 204
PSV (Holanda) 165
Seleção Brasileira 71
Barcelona (Espanha) 53
Fluminense 48
Miami (Estados Unidos) 22
Valencia (Espanha) 14
Adelaide (Austrália) 1
Outros gols do Baixinho: Divisões de base 77
Jogos Festivos 21
TOTAL DE GOLS 998

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Google
 

Get your own Chat Box! Go Large!
No blog do Jaime Vicentini Voce é o visitante

Meu site valorR$5,842.24